terça-feira, 18 de abril de 2017

Charles Swindoll lança o livro Vencer apesar das dificuldades O livro trata das possibilidades de vitória apesar dos obstáculos impostos pela vida FACEBOOK TWITTER por Tiago Abreu Charles Swindoll lança Vencer apesar das dificuldades O livro Vencer Apesar das Dificuldades, do chanceler do Seminário Teológico de Dallas, Charles Swindoll, acaba de chegar ao Brasil. Distribuído pelo Pórtico, selo cristão da editora Planeta, conta com 272 páginas distribuídas em 14 capítulos. Como pregador reconhecido, Charles se vale da experiência como escritor em seu trabalho. Sua obra abrange mais de 70 livros publicados, e, desta vez, aborda meios para alcançar êxito na vida humana. “A vida e as dificuldades andam de mãos dadas. Em geral, surgem como tempestades que se intensificam aos poucos. Às vezes, ventos repentinos de adversidade nos atingem em cheio, enquanto nossos barômetros mergulham até o fundo da escala”, afirma o autor. Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora! A tese defendida por Charles é que, diante da era da informação vivenciada em pleno século XXI, o fluxo de informações é muito alto para a assimilação humana. Assim, crises e sofrimento, presentes em diversas áreas da vida, são pontos comuns para as pessoas, que precisam de muito tempo para lidar com tantas mudanças. Segundo nota divulgada pelo selo Pórtico, a produção “tem o intuito de encorajar, criar esperanças, buscar reflexões e soluções para que esses impasses não atrapalhem o desenvolvimento de cada um”. Com isso, o espectro de áreas pelas quais as orientações de Charles se encaixam se tornam amplos. Os argumentos do pregador e escritor envolvem questões de casamento, preconceito, dor, dúvidas e também temas existenciais, como vida e morte. Assim, ele também considera que a maior parte dos acontecimentos na vida humana são imprevisíveis e as respostas estão dentro das pessoas. “A adversidade tem um jeito de nos derrubar. Após um brusco golpe inicial, ficamos atordoados, querendo saber o que nos atingiu. São as dificuldades que testam o âmago de nossos seres, deixando-nos com resultados contrastantes: fortalecerão nossas crenças mais profundas ou desafiarão o tecido de nossa fé. Tudo depende de nossa resposta”, completa o autor.
Livro lança mão da ciência para explicar fatos bíblicos Jornalista utiliza de ampla pesquisa histórica e documental para refletir sobre a veracidade das Escrituras. FACEBOOK TWITTER por Jussara Teixeira (repórter especial) Livro lança mão da ciência para explicar fatos bíblicos Como surgiu o universo, as espécies e o próprio homem? A Bíblia tem a resposta para esta e outras perguntas, mas nem sempre todos são convencidos acerca de suas proposições. Muitos crêem que ela está baseada em mitos, outros em pura invencionice. Com o objetivo de mostrar de forma clara que evidência científicas, históricas e geográficas atestam a veracidade das escrituras, a jornalista Cristina Beloni Alencar realizou uma vasta pesquisa em diversas fontes e pontuou, uma a uma, as grandes questões acerca da vida e do homem, mostrando que sim, a Bíblia sempre teve razão. O volume desfila uma série de temas de grande interesse, como a extrema diversidade e a forma inteligente com que a natureza foi criada, o que demonstra um planejamento superior na organização de todas as coisas. Um dos tópicos mais curiosos abordados, foi a existência e extinção dos dinossauros na Terra. No trecho, o cientista e doutor em química Marcos Eberlin levanta dúvidas a respeito do teste de Carbono-14, que mede o tempo geológico dos materiais. A exatidão do Carbono-14 depende de uma atmosfera imutável durante todo o período de existência da Terra. Mas, segundo a Bíblia, o clima mudou consideravelmente depois do dilúvio, passando a existir chuvas frequentes, além de mudanças drásticas na concentração de oxigênio na atmosfera, o que afetou o clima e a vida das espécies, e causando possivelmente a extinção de muitas
Em meio à violência, igrejas evangélicas se multiplicam nas favelas Pastor defende que "Deus é a única opção para os pobres" FACEBOOK TWITTER por Jarbas Aragão Em meio à violência, igrejas se multiplicam nas favelas O pastor Marcio Antônio prega no púlpito de uma pequena igreja construída em terreno cercado por arames farpados e fios elétricos. Sua mensagem é que os fiéis precisam ser testemunho na favela que residem, na periferia do Rio de Janeiro. O líder religioso, um ex-traficante na mesma favela Cantagalo, onde hoje pastoreia uma Assembleia de Deus, sabe que a maioria dos moradores mora em terrenos invadidos e não possuem escrituras das suas casas. Ele e seu rebanho fazem parte de uma tendência crescente no Brasil. Igrejas evangélicas estão se multiplicando nas favelas e comunidades de baixa renda. A maioria delas não possuem a estrutura dos bairros, em termos de saúde, saneamento básico, transporte e registro de imóveis. Realize o Seu Sonho de Tocar Piano sem Sair de Casa. Comece Agora! “O governo não nos ajuda, por isso Deus é a única opção para os pobres”, explica o pastor Antonio, 37 anos. Vestindo terno e gravata, como em todos os domingos, Marcio nasceu e foi criado no Cantagalo, onde prega regularmente para cerca de 24 pessoas toda semana. Testemunha que, assim como muitos outros jovens pobres, foi a tentação do dinheiro fácil que o levou para o tráfico de drogas antes de ter encontrado a Deus e recebido uma missão de vida. “Existem muitos problemas aqui na favela”, desabafa o pastor, enumerando “a pobreza, desemprego, o crime, problemas de saúde mental e a igreja ajuda a comunidade com essas coisas”. É nas favelas e nas comunidade mais carentes, ignorados pelo governo que as igrejas evangélicas oferecem programas sociais, que incluem educação, segurança e desenvolvimento econômico. Entre outras coisas, ajudam a formar cidadãos que, conforme os especialistas, ajudam a fortalecer o pensamento conservador
Fundo do governo de Israel poderá financiar Terceiro Templo Criação da Fundação da Herança do Monte do Templo é importante passo político FACEBOOK TWITTER por Jarbas Aragão Fundo do governo de Israel poderá financiar Terceiro Templo O terceiro templo pode ter ficado um pouco mais perto de ser construído, após a Fundação da Herança do Monte do Templo ter recebido 550.000 dólares como orçamento para “restauração”. A iniciativa da ministra da Cultura de Israel, Miri Regev e do ministro para Jerusalém, Ze’ev Elkin, propuseram que essa nova fundação fosse criada para promover a ligação judaica com o Monte do Templo. Ela será responsável pela “pesquisa, informação e defesa” da herança histórica e religiosa dos judeus com o local sagrado, onde foram construídos o templo de Salomão e o Segundo Templo. A nova fundação operará junto com o Fundo de Patrimônio do Muro Ocidental, que já é financiado pelo governo e administra o Muro Oriental, ou Muro das Lamentações. A estrutura era o muro de contenção para a base onde o Templo restaurado por Herodes esteve até o ano 70

Filme Evangelico Quarto de Guerra Completo Dublado. HD

filme evangelico - o outro lado do ceu - dublado