sexta-feira, 26 de outubro de 2012

CHUVA DE SANGUE NO NORTE EUROPEU!!!

Vários países escandinavos testemunharam esta semana um fenômeno meteorológico raro conhecido como “chuva de sangue”. Também chamado de “chuva vermelha”, esse tipo de precipitação atmosférica já foi vista em outra parte do mundo, quase sempre causando pânico entre os moradores dos locais atingidos.
Foi observado pela primeira vez na narrativa da Ilíada, de Homero, no século 8 a. C. Há menções também em textos do século 12, do escritor Geoffrey de Monmouth, que popularizou a lenda do Rei Arthur. Até o século 17 acreditava-se que as gotas vermelhas de chuva eram sangue de verdade e, portanto, um mau presságio. Para alguns trata-se de um sinal apocalíptico.
O Instituto Meteorológico da Suécia (SMHI) explica que o fenômeno não é perigoso e pode apenas deixar manchas avermelhadas. Afinal, são gotas de água normal que, segundo os cientistas, de algum modo acumulam a poeira e partículas da areia do deserto do Saara. Os especialistas explicam que a poeira vermelha é gerada após sucessivas tempestades de areia no deserto que, apesar de ocorrerem a cerca de 2 mil quilômetros de distância, levantam minúsculas partículas que são levadas pelo vento para outras regiões.
No sábado e no domingo nuvens vermelhas passaram sobre Dinamarca e o sul da Suécia. De acordo com Joakim Langner, do Instituto SMHI, a “chuva de sangue” ocorre a cada cinco anos na Suécia, embora seja mais comum na primavera.
Embora seja ainda mais rara no Reino Unido, as nuvens de chuva avermelhada chegaram à Grã-Bretanha junto com uma massa de ar quente vinda da África. Isso deve fazer com que as temperaturas na região cheguem a 20º C nesses dias, algo bem incomum para o meio do outono. Meteorologistas britânicos afirmam que este ano o clima no país foi marcado por temperaturas e fenômenos meteorológicos atípicos, evidenciando as transformações do clima no planeta.
Essa “chuva de sangue” é mais comum em países do sul da Europa, como Espanha, Itália, Portugal e sul da França, que ficam mais próximos do Saara.

Sem comentários:

Enviar um comentário